Buscar
  • Ana Paula Guerra

Proatividade e Estoicismo

O Estoicismo, corrente filosófica nascida na Grécia e difundida na Roma antiga, permanece fortemente até hoje e é bastante recomendada nos ambientes corporativos.


Para os estoicos, o fato de não se preocupar e se conformar com aquilo que você não pode mudar é uma das prioridades na busca da felicidade.


O caos do cotidiano, apinhado de informações e urgências muitas vezes inacessíveis, leva as pessoas a perderem o equilíbrio mental com facilidade, e os ensinamentos estoicistas priorizam a procura da paz interior diante do caos que se instala ao redor das pessoas.


Por que o Estoicismo é importante no ambiente

de trabalho?

Desde sempre — especialmente nos ambientes de trabalho — a emoção é persona non grata. Através dela, o ser humano é exposto à vulnerabilidade de não saber como lidar com o autocontrole em situações constrangedoras. Isso contamina a equipe e instala desordem nos processos de trabalho.


De onde veio o Estoicismo?

Há mais de 2 mil anos, o imperador Marco Aurélio, o escravo Epicteto e o advogado Sêneca, todos romanos, foram as três grandes referências da filosofia estoicista, com obras consagradas e consultadas até os dias de hoje.


Segundo o pensamento estoico, a maioria das coisas não depende de nós, como

a Economia Global, por exemplo. O ser humano só pode interferir interpretando o que acontece.


Como a vida é curta e nada é permanente, devemos viver da melhor maneira possível, dentro de uma conformidade confortável com a situação que estamos vivendo.

Se o relógio da proatividade parar, a vida não segue

O Estoicismo é contemporâneo, valoriza o ser humano, mas o que acontece quando o relógio para? A estagnação e a conformidade diante daquilo que não se pode mudar contribui para que o mundo não evolua.


A proatividade é fundamental para uma organização caminhar para frente, na busca de soluções que envolvem KPIs, Gestão de Projetos e tantos outros resultados que, afinal, são o âmago das estratégias de sucesso das empresas.


Como diziam os estoicos, "nada pode mudar o destino", mas a proatividade — como o próprio nome revela — é pensada e planejada para oferecer uma imensa capacidade

de melhorar, aprimorar e refinar processos significativos no cotidiano, tanto dos colaboradores e gestores.







4 visualizações